quarta-feira, 27 de abril de 2011

MANIFESTO DA ASPE CONTRA O ANONIMATO



MANIFESTO DA ASPE CONTRA O ANONIMATO

Caros Santacruzenses, amantes da cultura e da nossa literatura,

A ASPE – Associação Santacruzense de Poetas e Escritores tem 10 anos de existência em nossa cidade; é uma instituição séria e conquistou o respeito da população com muito esforço, trabalho e organização coletiva ao longo destes anos; seus fundadores e membros, que este ato subscrevem, têm nome, sobrenome, residência fixa e acima de tudo comungam com os princípios do respeito e da ética que devem nortear as ações humanas. Um de nossos objetivos sempre foi o de tirar do ANONIMATO os poetas e escritores que pouco ou nunca tiveram visibilidade ou divulgação de seus trabalhos literários, e é o que tem conseguido realizar com êxito por meio de atos lícitos e transparentes, como através da publicação das antologias Santa Prosa em Cruz e Verso (2004) e Cantos e Contos do Trairi (2008), bem como através do programa Verso e Cia, que vai ao ar, uma vez por semana, pela Rádio Comunitária FM Santa Rita, há mais de um ano. Também divulgamos a nossa poesia através do Blog da ASPE que tem como idealizador o poeta Gilberto Cardoso. Ademais, a ASPE sempre esteve presente nos eventos públicos de nossa cidade, declamando, distribuindo poemas, mostrando o nosso rosto, o nosso corpo e a nossa voz.

Os que fazem a APOESC, nossa co-irmã, têm seguido com mérito o mesmo rumo, a exemplo do que podemos verificar também no programa APOESC em Canto e Verso, veiculado pela já mencionada rádio comunitária e que tem como divulgadores os poetas Hélio Crisanto e Gilberto Cardoso. Outras instituições de nossa cidade têm feito a mesma coisa através de eventos, exposições e saraus, a título de exemplo, citamos: o IFRN, a Casa da Cultura, a Prefeitura Municipal de Santa Cruz através das Secretarias de Educação e de Cultura, o Grupo Teatral Arte Viva, as escolas públicas e particulares de nossa cidade. A todos estes apoiadores rendemos homenagens e agradecimentos pela divulgação que fazem dos nossos escritores.

Deixamos claro neste manifesto que somos todos, sem exceção, contrários ao anonimato ou a pessoas que travestidas de pseudônimos se valem desse subterfúgio mesquinho para propagar o que quer que seja, e assim procedemos em sintonia com o que preconiza a nossa Constituição Federal em seu art. 5º, inciso IV - é livre a manifestação do pensamento, sendo vedado o anonimato; que não autorizamos nem necessitamos que anônimos falem em nosso nome sob qualquer pretexto; que a nossa história limpa e honesta não se mistura à covardia, à maledicência, à perfídia nem à maldade; que sempre respeitamos o nosso povo e as nossas instituições; e finalmente, que de bom grado agradecemos a todos que sem disfarce queiram divulgar a nossa literatura.

Feliz a frase de nosso membro-fundador Nailson Costa, da qual nos valemos para manifestar o nosso repúdio ao anonimato e a cultura do anonimato que por ele se propaga. Sentencia Nailson: “O anonimato é irmão gêmeo da falta de caráter”. No que acrescentamos: O anonimato é a máscara indecente que oculta a face espúria de um covarde.

Viva a literatura santacruzense!

Viva a liberdade de expressão com responsabilidade!

Viva a verdade que por essência é inimiga do disfarce, da dissimulação!

Santa Cruz-RN, Abril de 2011

Nome dos poetas, artistas, agentes culturais e afins que assinaram o manifesto contra o anonimato, até o momento desta publicação, já que o documento original encontra-se aberto a novas adesões.

01- Marcos Antônio Bezerra Cavalcanti

02- José Nailson de M. Costa

03- Sebastião César P. Ferreira

04- Maria de Fátima Farias Cavalcanti

05- Arnaldo Pereira da Silva

06- Antônio de Pádua Borges

07- Maria Betânia Borges

08- José Antônio de Melo

09- José Alves dos Santos

10- Débora Raquiel da Silva Lopes

11- Carla André a. Maia

12- Diogo Pereira da Silva

13- Camilo Henrique D. Soares

14- José Jales de Araújo Costa

15- José Edgar dos Santos

16- Josefa Crispim da Silva

17- Rita de Cássia Luna e Silva

18- Hélio Gomes Crisanto

19- Hugo Tavares Dutra

20- Teixeirinha Alves da Silva

21- Sebastião Rocha Filho

22- Willard Monteiro

23- José Edmilson da Rocha

24- Ranieri Silvio Fernandes de Assis

25- José Adriano Bezerra de Souza

26- Antônio Davino M. Neto

27- Idalino Suplici da Silva Azevedo

28- Lucimar Franco

29- Maria Rosimar da Silva

30- Vanderlei Alves de Queiroz

31- Marconde Pinheiro de Araújo

32- Gilberto Cardoso dos Santos

2 comentários:

  1. Marcos Cavalcanti2 de maio de 2011 21:33

    Agradecido,Gilberto, pela publicação!
    Marcos Cavalcanti

    ResponderExcluir
  2. Marcos Cavalcanti14 de maio de 2011 17:23

    Onde tem Marconde Pinheiro de Araújo, leia-se Marcelo Pinheiro de Araújo

    ResponderExcluir